Cafu abre exposição sobre futebol em São Paulo e dispara: "Neymar é insubstituível"

Além do capitão do penta, os campeões mundiais Zé Maria e Dino Sani estiveram em São Paulo para abrir exposição itinerante sobre futebol e opinaram sobre as chances da Seleção nesta Copa.

13 de junho de 2014, às 17h15.

Pentacampeão com a Seleção de 2002, Cafu parafraseou o coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, quando disse que o Brasil está com uma mão na taça e que o atacante Neymar é insubstituível. “Neymar é, hoje, a maior referência do futebol brasileiro. Não há quem possa substituí-lo”, afirma o ex-capitão da seleção.

Cafu participou no dia 9 da coletiva de imprensa da exposição BRASIL um país um mundo, que será aberta ao público nesta terça-feira no Museu da Cidade – Pavilhão das Culturas Brasileiras, no parque do Ibirapuera. A mostra traz para São Paulo relíquias da Canarinho desde a Copa de 1930 e retrata o futebol como elemento cultural presente nas mais diversas expressões da identidade brasileira, desde a espiritualidade até a tecnologia, passando por moda, publicidade e comportamento.

A coletiva também contou com a presença de outros dois eternos campeões mundiais, Zé Maria (1970) e Dino Sani (1958). O ex-craque Zé Maria afirmou que o Brasil precisa ficar atento às novidades. 

“Temos que ter cuidado com as zebras, que são aqueles times que cresceram nos últimos anos, como a Bélgica”, afirma Zé Maria. Mesmo com possíveis novidades, o campeão mundial mostrou seu favoritismo sobre a final: “Quero que a final seja Brasil contra Argentina”.

Campeão de 1958, Dino Sani arrancou risadas dos participantes da coletiva com seu jeito direto de responder às perguntas. Questionado sobre o que a Seleção deveria fazer para ser campeã, ele foi categórico: “Tem que entrar em campo e jogar futebol”.

Exposição revela o Brasil por meio do futebol
Desde sua estreia em Brasília em dezembro passado, BRASIL um país um mundo já passou por Curitiba, Salvador, Recife e Porto Alegre e rodará até julho pelas demais cidades-sede da Copa. Integrante da Programação Oficial do Governo Federal da Copa do Mundo FIFA 2014, a exposição traz um acervo composto de relíquias que levam o visitante numa viagem pelo tempo até os anos 1930, reunindo camisas usadas em jogos de Copas, campeonatos oficiais e jogos amistosos, troféus, medalhas, bolas e chuteiras.

Ana Gonçalves, diretora da Footwise, idealizadora do BRASIL um país um mundo, diz que a exposição foi pensada de maneira a forma de contar a história do Brasil por meio do futebol. "O projeto contempla o universo do futebol da maneira mais ampla possível, delineando a verdadeira dimensão que o esporte tem para o país", diz Ana.

Patrocinada pela CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Banco do Brasil e Petrobras, co-patrocinada pelos Correios e BNDES e com apoio da Rede Anhanguera, revistas Placar e Veja, GettyImages, Elemidia e da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo, BRASIL um país um mundo tem entrada gratuita e abre para o público amanhã a partir das 9h.


EXPOSIÇÃO BRASIL UM PAÍS UM MUNDO
DATA: 10 de junho a 15 de julho de abril
HORÁRIO: de terça-feira a domingo, das 9h às 17h
LOCAL: Museu da Cidade – Pavilhão das Culturas Brasileiras
ENDEREÇO: Avenida Pedro Álvares Cabral s/n
ENTRADA: Grátis